HISTÓRIA

Em 1973 um jovem sargento do exército, recentemente transferido do sul para Brasília, envolvido em sua terra natal com a arqueologia, através da qual já havia visitado grutas em granito e arenito, buscou conhecer as preciosidades geográficas do Brasil central.

Inicialmente percorreu, juntamente com amigos, o norte do Distrito Federal onde exploraram pequenas grutas calcárias lá existentes, com o apoio de um entusiasta e caçador na região. Estava formado um primeiro grupo, já completamente envolvido pela atividade.

De posse de um velho panfleto da Embratur, conseguido no sul e onde se anunciava a existência da Gruta da Fazenda Corumbá (hoje Gruta dos Ecos – GO 018), passaram a tentar relocalizá-la, o que foi feito após algumas saídas e encontraram uma das maiores cavernas em micaxisto do mundo. Firmava-se, definitivamente, a paixão pelo subterrâneo e gerava-se, espontaneamente, um grupo de amigos dedicados à espeleologia, sem mesmo saberem da existências de outros grupos similares no Brasil da época.

Em 1974 veio a preocupação de se formalizar as informações e esculpiu-se o Espeleo Grupo de Brasília – EGB, datando de 1975 os primeiros registros das atividades realizadas. Três anos mais tarde toma-se conhecimento da existência de uma Sociedade Brasileira de Espeleologia e em 21 de outubro de 1977, é registrada em cartório sua criação oficial, sendo provavelmente a primeira ONG voltada à natureza criada no novo Distrito Federal.